PolíticaPorto Velho

VOLTOU ATRÁS: Hildon Chaves desiste de diminuir salários dos servidores da PMPV

Compartilhe agora

O executivo municipal encaminhou, nesta segunda-feira (2/5), o Projeto de Lei Complementar nº 19, de 02 de maio de 2022, que consta em seu artigo 5º, a revogação da Lei Complementar nº 896 de 18 de abril de 2022.


O Prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), parece ter voltado atrás em sua decisão de conceder reajuste salarial aos servidores do município. A atitude pegou de surpresa a vereadora Ellis Regina, bem como todos os trabalhadores que já estavam contando com o aumento no salário.

O executivo municipal encaminhou, nesta segunda-feira (2/5), o Projeto de Lei Complementar nº 19, de 02 de maio de 2022, que consta em seu artigo 5º, a revogação da Lei Complementar nº 896 de 18 de abril de 2022.

A vereadora Ellis Regina informou que em 2019 foi encaminhada à prefeitura, a pauta de reivindicação dos servidores municipais da educação, saúde e do grupo geral, que são todos aqueles que não trabalham na saúde ou educação.

Tendo em vista a pandemia do Coronavírus, o município não pôde atender aos anseios da classe nos anos de 2019, 2020 e 2021. Após ter sido aprovada em assembleia geral, no dia 23 de novembro de 2021 foi encaminhada nova pauta de reivindicação dos servidores, com propostas de duas tabelas salariais, sendo esta protocolada dois dias depois na Secretaria Geral de Governo (SGG).

Com as devidas negociações salariais, foi encaminhada para a Câmara Municipal de Vereadores, a proposta de tabela salarial, com vencimento inicial de R$ 1.300,00 sendo aprovada no dia 18 de abril de 2022 com unanimidade dos edis.

O prefeito Hildon Chaves publicou, em seu perfil oficial no Instagram, ao reajuste aprovado, com satisfação, segundo ele.

Veja:

A partir de 1° de maio, entra em vigor a implantação do piso salarial dos professores, o reajuste para o quadro geral de servidores, uma atualização de 10,06% em cima do rendimento, o aumento de 51% do auxílio-alimentação e o auxílio fardamento para garis, agentes de endemias e outros servidores. Além disso, aqueles servidores efetivos que hoje exercem algum cargo comissão no município receberão 80% do salário e não mais 60%.

São mudanças necessárias para a valorização dos nossos servidores municipais, que há tempos não receberam essa alteração em suas remunerações.

A vereadora informou que ficou sabendo através de alguns amigos, que trabalham no município, que a prefeitura estava encaminhando para a câmara, proposta reduzindo a tabela salarial aprovada.

Ellis convocou os servidores municipais do grupo geral, para que estejam às 8h desta terça-feira (3), na Câmara Municipal de Vereadores.

Fonte: Lente Nervosa


Compartilhe agora