PolíticaPorto Velho

Vereador Everaldo Fogaça ouve demandas das famílias do Cristal da Calama

Compartilhe agora

O vereador Everaldo Fogaça (Republicanos) visitou esta semana as famílias residentes do Cristal da Calama para conferir de perto a denúncia de abandono feita pelos próprios moradores, das ruas Enedilson Lobato e Araguaína.

São ruas que, em que pese terem sido asfaltadas, já está com a camada asfáltica totalmente depreciadas, esburacadas e que oferecem uma péssima condição de trafegabilidade para pedestres e motoristas.

“Aqui são mais de duas mil e oitocentas famílias que aqui foram alojadas pelo Município no convênio com o Governo Federal através do Programa Minha Casa Minha Vida e que hoje passam por sérias dificuldades, sem contra com outras oito mil pessoas que residem na região do entorno”, disse o vereador.

De acordo com Everaldo o asfalto está depreciando porque não houve obras de saneamento e a água da chuva está destruindo a pavimentação.

No local, o vereador realizou entrevistas com transeuntes – dentre motoristas e pedestres – e gravou imagens para uma reportagem que ele veiculou em seu programa nesta sexta-feira, mostrando o sufoco diário a que são submetidos os cidadãos que moram próximo ao residencial, inclusive na rua Goianésia, que é uma das principais vias de acesso até o conjunto.

“Ai prefeito, vamos dar uma olhada aqui na Goianésia que a coisa aqui tá feita”, disse um dos entrevistados.

Nesse mês de janeiro, com as chuvas torrenciais que caem na capital diariamente, a situação ficou ainda mais crítica.

O único veículo que não enfrentam tanta dificuldade para transitar nas ruas é os coletivos urbanos que fazem a linha ônibus. E os depoimentos continuaram à reportagem: “Rapaz, tá feio demais, estamos pedindo pelo amor de Deus.

O prefeito não olha pra nós. Prometeu que ia asfaltar a Calama há três anos e até agora nada”, disse outro motorista.

Confira a matéria e os depoimentos dos moradores sobre a situação das ruas da região do Cristal da Calama.

Fonte: Assessoria


Compartilhe agora