REFORMA DA PREVIDÊNCIA: Samuel Costa se solidariza para com os policiais militar e bombeiros militar do Estado de Rondônia

Compartilhe agora

O desmonte da previdência orquestrado por Bolsonaro, Paulo Guedes e sua trupe através da PEC 06/2019 impõe de 25 para 40 anos de serviço aos policiais militares e bombeiros militares.

Segundo o texto da reforma da previdência policiais militares terão que trabalhar 40 anos para fazer jus a reserva remunerada na íntegra

Bombeiros militares terão que trabalhar 15 anos a mais para gozarem da reserva remunerada

Deixo registado minha solidariedade a esses valorosos e honrados trabalhadores que atuam em atividade de risco constante combatendo à criminalidade diariamente sempre em defesa da sociedade.

Infelizmente o desgoverno de Jair Messias Bolsonaro não tem escrúpulos e açoita a toda classe trabalhadora sem distinção até mesmo aqueles que o ajudaram em sua campanha eleitoral sem medir esforços. Agora até mesmo os “Militares das Forças Auxiliares” arcarão com o ônus de se submeter a um tratamento degradante e humilhante.

Essa selvageria não existe em nenhum outro lugar do mundo. Enquanto isso, o desmonte da previdência em nada toca nos privilégios, benefícios e regalias dos mais ricos.

É hora de irmos à luta em defesa do bem estar e da garantia dos direitos sociais elencados em nossa constituição cidadã a CRFB/88 em consonância com a CLT e demais normais infraconstitucionais.

Lutemos por nossos direitos enquanto ainda há tempo. Avante!

Samuel Costa


Compartilhe agora

Comentários