Home / Brasil / Polícia Militar do Rio de Janeiro nega fake news criada por Eduardo e Jair Bolsonaro sobre continência a manifestantes
Últimas Notícias

Polícia Militar do Rio de Janeiro nega fake news criada por Eduardo e Jair Bolsonaro sobre continência a manifestantes

Compartilhe agora

Pai e filho postaram vídeo elogiando a corporação por apoiar ato golpista. A PM, no entanto, diz que soldados homenageavam colega morto no exercício da profissão

Nota distribuída pela assessoria de imprensa da Polícia Militar (PM) de São Paulo, neste domingo (24), nega fake news compartilhada pelo presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) e também por seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (Sem Partido-SP). Em mensagens, os dois, entre outros bolsonaristas, postaram vídeos onde soldados da corporação teriam prestado continência a apoiadores do governo federal na avenida Paulista.

A mensagem da PM, veiculada às 17h38, mais ou menos o mesmo horário em que acontecia a manifestação bolsonarista, informa: “a Polícia Militar homenageou, na tarde deste domingo (24), o soldado Lucas Alexandre Leite, de 25 anos, que faleceu em serviço na noite de ontem, na zona leste da cidade de São Paulo”.

A nota diz ainda que “durante o sepultamento, realizado do Mausoléu da PM, localizado no centro da Capital, policiais militares do 2º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M), a qual pertencia a vítima, o honraram com continência individual e toque de silêncio”.

A PM ainda veiculou um vídeo, onde PMs prestam continência e ligam sirenes logo após uma voz de comando avisar sobre a homenagem ao colega de corporação, o “soldado Alexandre, tombado no cumprimento do dever”. Veja abaixo:

Fonte: RevistaForum


Compartilhe agora

Notícias Relacionadas

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*