PolíticaPorto Velho

PISO NACIONAL DO MAGISTÉRIO: Sindicatos aguardam comprovação documental de benefícios anunciados pelo prefeito

Compartilhe agora

Representantes do SINDEPROF, Sintero e Sinprof estiveram na manhã desta sexta-feira 01.07, no Gabinete da Secretaria Municipal da Educação (Semed), em bsuca da documentação pertinente à comprovação dos benefícios anunciados ontem pelo prefeito Hildon Chaves, seu perfil na rede social.


As lideranças sindicais foram recebidas pela secretária-adjunta da Semed, Paula Souza, que confirmou o anúncio dos benefícios, que inclui pagamentos do piso nacional sobre a tabela de progressões e do retroativo de 2020 e 2021, mas que a documentação comprobatória ainda não está pronta.
“Entendemos que o documento comprobatório é um Projeto de Lei Complementar, pois a discussão envolve mudança na tabela salarial. Estaremos na expectativa da Mensagem desse projeto à Câmara Municipal para não cantarmos vitória antes do tempo”, disse o presidente do Sndeprof Felisberto Luis.
A reunião com os líderes sindicais teve a participação da vereadora Ellis Regina, que é presidente da Comissão de Administração Pública da Câmara Municipal de Porto Velho.
SGG
Após a reunião na Semed, os sindicalistas foram até a Secretaria Geral de Governo, onde foram recebidos em audiência pelo secretário Fabrício Jurado, que confirmou que a mudança na tabela salarial dos professores realmente vai necessitar de aprovação do Legislativa através da votação de um Projeto de Lei Complementar.
Segundo Felisberto, além do projeto de mudança na tabela, Fabrício Jurado disse que o Município vai encaminhar para votação a Mansagem de implantação do piso nacional na carreira do Magistério. “Essa proposta, de fato, iria concretizar a vitória dos sindicatos e dos servidores nessa luta pela valorização da educação”, ressaltou Felisberto.
FARDAMENTO
Aproveitando a oportunidade, o Sindeprof encaminhou outras pautas com o secretário-geral de Governo. Uma delas, a questão do Auxílio-Fardamento. Segunddo a SGG, falta apenas a Secretaria Municipal de Administração cumprir com sua parte na regulamentação (padronização do uniforme).
Esse detalhe deverá ser sanado na próxima semana, quando então será publicada a regulamentação em Diário Oficial. O Sindeprof apresentou uma proposta de que o auxílio seja pago em folha complementar, haja visto o prazo legal de pagamento se expirou no dia 30 de junho.
TI
Durante a conversa com o Sindeprof, o secretário Jurado garantiu o envio do PLC 1217/2022, que cria o Grupo Ocupacional da Tecnologia, para votação na Câmara Municipal, na próxima semana. Pela proposta, que é uma reivindicação antiga do Sindeprof, os cargos de Tecnologia da Informação serão desvinculados do Grupo Geral, e será criado o Grupo Info.
EMDUR
A última boa notícia que o Sindeprof recebeu do secretário-geral de Governo é que o Município vai estender o reajuste salarial de 10,06% aos empregados da Emdur. O percentual é o mesmo concedido aos servidores da administração direta.


Compartilhe agora