Nota de repúdio do PCdoB do Paraná: Governador do Paraná pratica violência contra trabalhadores e trabalhadoras

HomeBrasil

Nota de repúdio do PCdoB do Paraná: Governador do Paraná pratica violência contra trabalhadores e trabalhadoras

A data de hoje ficará registrada na história do Paraná e do Brasil, pela truculência da polícia militar a mando do Governador Ratinho Jr, que despejou

CFM assume que vai manter parecer pelo tratamento precoce, que é ineficaz e perigoso
Para evitar impeachment, Bolsonaro negocia entrega de orçamento de R$ 86 bi para o Centrão
Ted Wilson se articula nos bastidores para assumir cargo de diretor em Furnas
Compartilhe agora

A data de hoje ficará registrada na história do Paraná e do Brasil, pela truculência da polícia militar a mando do Governador Ratinho Jr, que despejou violentamente 50 famílias em uma comunidade rural no município de Querência do Norte/PR. Essa ação de violência e de atentado aos direitos humanos deixou várias pessoas feridas por balas de borracha, não tendo ainda informações do número de feridos.

Segundo o advogado do Movimento dos trabalhadores Rurais Sem terra, Boaventura a ação autorizada pela Secretaria de Segurança Pública apresenta arbitrariedades jurídicas, já que há um conjunto de tratativas de negociação e mediação sobre a área.

Ainda, hoje, o governador do Paraná, ordenou que a mesma polícia de forma truculenta, avançasse contra servidores e servidoras públicos (as) que realizam justa manifestação em defesa dos seus direitos e de forma pacífica e se encontravam nas galerias da assembleia legislativa. Foram atacados com gás e spray de pimenta.

Há informações de pessoas machucadas e presas. Ratinho Jr. tem demonstrado, que não respeita os trabalhadores/as, não tem negociado e ainda aplica uma política de Bolsonaro violenta, fascista e desumana,

O PCdoB/PR, manifesta seu veemente repúdio as ações de truculência do governo estadual e presta toda solidariedade aos trabalhadores que lutam por seus direitos.


Compartilhe agora

Comentários