MENSAGENS CONFIRMAM QUE LAVA JATO FRAUDOU ELEIÇÃO PRESIDENCIAL DE 2018

HomeBrasil

MENSAGENS CONFIRMAM QUE LAVA JATO FRAUDOU ELEIÇÃO PRESIDENCIAL DE 2018

Procuradores da Lava Jato tramaram em segredo para impedir que ocorresse entrevista do ex-presidente Lula, já preso, antes das eleições de 2018, por m

Empatia: Barbearia de Porto Velho oferece corte grátis para quem têm entrevista de emprego agendada
Mesmo em queda livre, Bolsonaro se vê reeleito e diz que só deixará o poder em 2027
Blog Luciana Oliveira faz novas denúncias em face de Victória Bacon
Compartilhe agora

Procuradores da Lava Jato tramaram em segredo para impedir que ocorresse entrevista do ex-presidente Lula, já preso, antes das eleições de 2018, por medo de que ajudasse a “eleger o Haddad”; mensagens foram publicadas com exclusividade pelo site The Intercept

9 de Junho de 2019 às 19:08


247 – Mensagens trocadas entre procuradores da Lava Jato confirmam que Operação fraudou a eleição presidencial de 2018, que elegeu Jair Bolsonaro. Em chats privados, publicados com exclusividade pelo site The Intercept neste domingo 9, eles tramaram em segredo para impedir que ocorresse entrevista do ex-presidente Lula, já preso, antes do pleito, por medo de que ajudasse a “eleger o Haddad”.

“Os procuradores da força-tarefa em Curitiba, liderados por Deltan Dallagnol, discutiram formas de inviabilizar uma entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à colunista da Folha de S.Paulo Mônica Bergamo, autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski porque, em suas palavras, ela “pode eleger o Haddad” ou permitir a “volta do PT” ao poder”, diz trecho da reportagem.

Os integrantes da Lava Jato “articularam estratégias para derrubar a decisão judicial de 28 de setembro de 2018, que a liberou – ou, caso ela fosse realizada, para garantir que fosse estruturada de forma a reduzir seu impacto político e, assim, os benefícios eleitorais ao candidato do PT”, aponta ainda o Intercept, que teve acesso a um grande volume de documentos sobre o caso.

Fonte: Brasil364


Compartilhe agora

Comentários