Jair Montes comemora contratação de 236 vigilantes pelo Governo de Rondônia

Compartilhe agora

364 – O deputado estadual Jair Montes (Avante), vice-líder do Governo na Assembleia Legislativa de Rondônia, comemorou hoje a decisão do Executivo estadual na contratação de 236 vigilantes que, a partir de agora irão cuidar das repartições públicas estaduais. “Não apenas pela melhoria da segurança patrimonial mas, principalmente, porque são 236 pais de família empregados, numa época de pandemia, gerando emprego, renda e impostos para o Estado”, ressaltou o deputado.


A licitação que vai contratar os novos vigilantes irá beneficiar 18 municípios do estado e foi apresentado pelo presidente do sindicato da categoria (Sintesv), Paulo Tico, ao deputado. “A partir de agora, nossas escolas terão segurança armada e apoio fundamental do monitoramento eletrônico. Lutamos muito para reverter essa decisão tomada em governos passados que prejudicou inúmeras escolas que acabaram sendo alvos de vandalismo e furto. Parabéns ao Governo pela decisão”, disse.

Como um legítimo político trabalhista, quando ainda era vereador, Jair Montes sempre teve uma atuação voltada às ações de categorias menos valorizadas ou afetadas por políticas equivocadas. Um desses trabalhos evitou certamente a morte de dezenas de pacientes crônicos renais de Porto Velho, quando conseguiu, através de uma articulação junto à Prefeitura evitar o fim do convênio que paralisaria o atendimento a esses pacientes por questões meramente burocráticas.

VACINAÇÃO
O deputado continua pautando sua atuação política sempre em busca do entendimento político em favor das minorias. Esta semana, por exemplo, Jair Montes esteve em Brasília e fez um discurso efusivo, onde pediu mais atenção do Governo Federal em relação à remessa de vacinas para o Estado.

Segundo o deputado, não é possível, não há justificativa que explique os motivos de Rondônia ser o estado que menos vacina. “Muita gente continua morrendo. A vacinação era para ter chegado ontem no Estado. É uma quesão de vida ou morte´, ressaltou o deputado durante entrevista às principais emissoras de TV do País, com o CNN, Globo, SBT, Record e Jovem Pan.

Fonte: Brasil364


Compartilhe agora