Hospital dos ricos, Einstein não tem mais leitos de UTI e abre fila de espera em São Paulo

Compartilhe agora

O hospital Albert Einstein, de São Paulo, atingiu nesta sexta-feira (26) a ocupação máxima, chegando a 104% de lotação. As pessoas terão que esperar em uma fila para o atendimento.

Nessa quinta-feira (25), a unidade hospitalar registrou um recorde de internações por Covid-19. Do total de 70 pacientes que buscaram o pronto atendimento, 26 estavam infectadas pela Covid-19.

Nem mesmo no pico da pandemia, em 2020, não havia tanta gente internada por Covid-19 em um mesmo dia, segundo a coluna de Mônica Bergamo.

No dia 19 de janeiro, o hospital chegou a um recorde de internações pela doença, com 155 pacientes, devido às festas de fim de ano. As internações giravam em torno de 125 até a semana passada. Depois aumentaram para 141 doentes em tratamento.

Ao comentar o cenário nacional, o neurocientista Miguel Nicolelis afirmou que vê “grande chance de um colapso nacional”.

Fonte: Brasil247


Compartilhe agora