Grupo que vendia terras ilegais e contava com incentivo político é alvo de buscas realizadas pela PF em Rondônia

Compartilhe agora

Eles podem responder por vários crimes, dentre eles estelionato

Depois que a gigante de comunicação, a TV Britânica BBC expôs um esquema de vendas ilegais de terra em Rondônia, a Polícia Federal (PF) desencadeou na manhã desta quinta-feira, 29, desdobramentos da operação “Amazônia.com”, a qual começou em fevereiro deste ano após publicação da reportagem e nesta quinta tornou-se pública. De acordo com a assessoria da PF estão sendo cumpridos seis mandados de busca nas cidades de Porto Velho, Monte Negro, Cujubim e Humaitá (AM) visando a apreensão de documentos que tenham relação com os fatos em apuração.

De acordo com a reportagem da BBC, o ex-senador da república, e pré-candidato ao governo do Estado, Ivo Cassol (PP) bem como o deputado federal Coronel Chrisóstomo (PSL) São aliados políticos do grupo investigado e incentivadores das condutas em tela.

Os investigados serão ouvidos pela Polícia Federal e responderão pelos crimes de estelionato (art. 171, § 3º, do Código Penal, invasão de terras da União, Estados e Municípios (art. 20 da Lei n. 4.947/66) e desmatamento em terras de domínio público (art. 50-A da Lei n. 9.605/98).
 

Fonte: Brasil364


Compartilhe agora