PolíticaPorto VelhoRondônia

Governo Federal é o maior culpado pela fome e extrema miséria no Brasil, diz Samuel Costa

Compartilhe agora

O pré-candidato a deputado federal Samuel Costa (PCdoB) tem feito da atual situação famélica do povo brasileiro uma das suas principais lutas políticas, nos programas televisivos, no qual vem sendo entrevistado. Samuel diz que baterá nessa tecla até o povo acordar da situação e enxergar, de fato, de que forma o Governo Federal vem conduzindo a economia do País, ´enriquecendo ainda mais os ricos e matando o pobre de fome´.

“Os dados sobre a situação da fome no Brasil assustam: 118 milhões de pessoas vivem com insegurança alimentar e outras 20 milhões passando fome. Infelizmente, o desgoverno de Bolsonaro e Paulo Guedes não priorizam uma política pública para garantir a alimentação na mesa do brasileiro. Ao invés disso, utiliza uma cortina de fumaça para falar de fraude em urnas eletrônicas e armar o “cidadão de bem”, como se fosse proibido no País se ter uma arma”, disse Costa.

Segundo Samuel, se o Governo Federal quisesse priorizar o povo trabalharia em cima de outros temas de fundamental importância, deixando de lado discussões que não levam a nada. “Inflação, fome e emprego. Tá aí o tripé de uma política realmente voltada ao cidadão brasileiro. Não é possível que um País, como o nosso, grande produtor e exportador de alimentos tenhamos um quilo de cenoura a R$ 16, a botija de gás R$ 145 e a gasolina chegando aos R$ 8, o litro. O cidadão não aguenta mais arcar com tanto aumento”, comentou.
Para Samuel, independente de questões político-ideológicas, o Brasil precisa urgentemente de mudanças. E a hora de mudar é na eleição. “Não se deixe enganar por falsas promessas. Analise quem tem história, quem realmente está ao lado do povo. O Brasil tem jeito e não vamos perder a esperança de dias melhores. Temos ao nosso lado a Democracia e é ela que vai nos levar ao caminho certo, às mudanças que queremos ao País”, finalizou.

Fonte: Brasil364


Compartilhe agora