Home / Brasil / Gestão Tucana: William Pombo deverá ser exonerado na próxima semana do governo Hildon Chaves
Últimas Notícias

Gestão Tucana: William Pombo deverá ser exonerado na próxima semana do governo Hildon Chaves

Compartilhe agora

O ativista político de “direita” William Pombo foi às redes sociais na noite de 12 de julho de 2020 (domingo) e afirmou, categoricamente, que a sua nomeação em cargo comissionado na PMPV não teve o seu consentimento.

William Pombo sempre foi crítico ferrenho da gestão Hildon Chaves (PSDB)

Pombo apresenta-se nas redes sociais como liberal, defensor do estado mínimo e da diminuição da máquina pública e dos cargos em comissão.

Uma fonte ligada ao site Brasil364 garantiu que William Pombo havia sido indicado ao cargo em comissão de gerente da divisão de controle externo e processos de veículos apreendidos de transportes na SEMTRAN com salário de pouco mais de R$ 2.000,00 (dois mil reais), nomeado através de indicação de um vereador da base aliada do prefeito Hildon Chaves (PSDB).

Nomeação de Pombo foi assinada eletronicamente pro prefeito Hildon Chaves via Secretaria Geral de Governo-SGG que tem Basílio Leandro como titular

William Ferreira Chaves da Silva que se apresenta nas redes sociais é, na verdade, William Pombo que, em outra oportunidade, já exerceu cargo de assessor na Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia (ALE/RO).

Secretário Geral de Governo da PMPV Basílio Leandro ladeado pelo prefeito Hildon Chaves (PSDB)

Vídeo: William Pombo nega ter pedido cargo de Hildon Chaves

NOTA DE ESCLARECIMENTO…..OBS: Acho feio e covarde por parte de alguns sites sem credibilidade, usar o nome da…

Posted by William Pombo on Sunday, July 12, 2020

A nomeação de Pombo foi realizada através da Secretaria Geral de governo-SGG, através do Decreto n. 5643/1 de 08 de julho de 2020, conforme documento assinado eletronicamente pelo Prefeito Hildon Chaves.

Segundo informações extraoficiais, a nomeação de Pombo tornar-se-á sem efeito na próxima segunda-feira, no mais tardar na terça-feira, sendo que o “ativista liberal” deverá ser nomeado no gabinete do vereador que o indicou na Câmara Municipal de Porto Velho.

A nomeação do “ativista bolsonarista” gerou mal estar dentro de grupos a qual Pombo integra, a exemplo, Movimento Brasil Livre, bem como em grupos da “direita em Rondônia”. Pelos elementos comprobatórios apresentados, fica evidente que o “ativista liberal” não suportou a crise econômica e financeira, rendendo-se ao cargo em comissão, a qual sempre criticou.

Fonte: Brasil364


Compartilhe agora

Notícias Relacionadas

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*