Demagogia: Adailton Fúria erra feio e Cacoal torna-se epicentro do coronavírus em Rondônia

Compartilhe agora

Cacoal é o munícipio de Rondônia que mais cresceu em casos de Covid-19; 77,06% em 14 dias


O desespero de familiares dos pacientes  encaminhados para o hospital de campanha de Cacoal tem se repercutido diariamente, vários  são  os pedidos de socorro e o clamor popular tem chegado para alguns representantes do Legislativo Municipal, alguns vereadores timidamente se manifesta e outros fingindo não ter conhecimentos dos problemas recorrentes daquele hospital finge que nada esta acontecendo.
O prefeito de Cacoal, Adailton Fúria, sem estudo técnico e as condições necessárias criou o hospital de campanha sem os devidos equipamentos, falta de medicações, falta de  de servidores em quantidade necessários para prestar atendimento  adequado atendimento a população etc.

A critica inicial desta ação do prefeito em acabar com a UCS – Unidade Central de Atendimento  foi de se promover politicamente aonde utilizou as redes sociais e os meios de comunicação para alavancar sua popularidade como um salvador da pátria.
A realidade nua e crua chega ser  assustadora os aperrenhos vividos pelos paciente no hospital de campanha.  As denuncia sãos recorrentes e frequentes  com a falta de medicamentos,  atendimentos aos pacientes ruins e o descaso com a falta de diversos profissionais da área principalmente médicos para a unidade.
Milhares de reais já foram destinados pela câmera municipal para atender o hospital e dinheiro evapora e as necessidades e precariedades continuam todos os dias.
Dezenas de óbitos ocorridos no hospital de campanha do prefeito Adailton Fúria estão sendo mantidos em sigilo pela administração municipal desde dia 29 de Março quando o boletim da secretaria de saúde deixou de ser publicado no portal da prefeitura escondendo o crescimento assustador de casos de covid-19 e óbitos no município para manter sua popularidade.  Nos  últimos  30 dias Cacoal chega a mais de 40 óbitos por covid.

manifestação nas redes sociais começa a colocar em xeque a popularidade do prefeito

Buscando popularidade o prefeito ignorava as medidas cautelares de decretos governamentais para conter o avanço da pandemia com a saúde do Estado  em colapso por falta de UTEI com dezenas de pacientes na fila de espera.
Fúria faz live de rebeldia contra ações do governo para a contenção do avanço da pandemia e chega a surfar na onda da popularidade de Luciano Hang conhecido como o Véio da Havam obrigando o governo do estado a ingressar com Ação Civil Publica para conter o ímpeto do prefeito no tocante as suas responsabilidades com a pandemia.
Em reunião ocorrida recentemente em Vilhena os prefeitos desabafam dizendo que o ministério publico de Cacoal é bonzinho com Adailton Fúria (PSB) de Cacoal em relação as ações do MP dos demais municípios sobre as medidas e  responsabilidade dos demais prefeitos com a pandemia.
O espaço está aberto para quaisquer esclarecimentos à sociedade.

A denúncia foi publicada pelo Portal Rondônia Notícias e republicada pelo EUIDEAL por entender que é de interesse da sociedade.


Compartilhe agora