COLUNA FALANDO SÉRIO: Cidadão consciente deve apoiar políticas públicas inteligente, Por Herbert Lins

Compartilhe agora

FALANDO SÉRIO | O cidadão consciente e crítico procura apoiar politicas econômicas inteligentes, que tenha um projeto de Poder Nacional para Saúde, Educação, Ciência, Tecnologia, Pesquisa, Industrialização, Agricultura, Esporte, Cultura e Meio Ambiente. Dessa forma, fortalece a economia para dar base a um Estado-nacão do bem-estar social a exemplo dos países nórdicos, Nova Zelândia, Portugal e Espanha. Esses países promovem o capitalismo social e interfere na economia no intuito de proporcionar um desenvolvimento econômico com equidade social e qualidade de vida para o povo. Portanto, um país para ser exemplo em equidade social, o Governo precisa trabalhar para o povo e pelo povo.

O Estado Bem-estar Social

A oposição de esquerda da Noruega vence as eleições gerais, derrubando a atual Primeira-Ministra Erna Solberg do partido Conservador. Pela primeira vez em mais de 60 anos, todas as cinco nações nórdicas – Noruega, Finlândia, Dinamarca, Suécia, Islândia, serão governados por lideranças de esquerda.

Populistas de esquerda

É importante destacar que Portugal, Espanha, Coreia do Sul e Nova Zelândia também têm governos de esquerda. Obviamente, uma esquerda que não se parece em nada com as ditaduras da China – Ditadura do Partido Único com economia capitalista de peculiaridade chinesa, Coreia do Norte, Cuba, Rússia e Venezuela, bem como dos Governos populistas de esquerda na América Latina.

Influencia

Por que esquerda e centro-esquerda ganharam as eleições nos países nórdicos? Os fatos políticos importantes como a Revolução Islandesa contra a crise financeira no país em 2008 que resultou na prisão de 29 banqueiros, um ex-chefe do governo foi levado a tribunal e outro demitido, derrubando o governo do conservador Geir H. Haarde, influencia até hoje os processos eleitorais dos países nórdicos.

Progressista

A esquerda é progressista nos países nórdicos, defende o Estado-Laico e do bem-estar social, o capitalismo é social e conta com importantes investimentos em Educação, Saúde, Ciência, Tecnologia, Desenvolvimento Sustentável, Meio Ambiente e conta com um Fundo Soberano que garante o programa renda básica como forma de combater a pobreza e promover mais equidade social.

Esquerda dos trópicos

É lamentável que a esquerda dos trópicos é antiquada e idolatra ditadores populistas de esquerda e regimes autoritários em países com economias estagnadas. Quem dera a esquerda dos países tropicais fossem no nível de uma Jacinda Ardern da Nova Zelândia ou outros líderes de esquerda dos países nórdicos.


_______________
Herbert Lins de Albuquerque – Mestre em Geografia pela Universidade Federal de Rondônia – UNIR, Assessor Técnico Parlamentar, Consultor Político, Pesquisador, Blogueiro e Professor.


Compartilhe agora