PolíticaPorto Velho

Câmara Municipal aprova requerimento da vereadora Ellis Regina sobre retorno das sessões presenciais

Compartilhe agora

Votação do requerimento foi o tema mais polêmico que dividiu opinião de vereadores
Por doze votos a favor, sete contrários e duas ausências de plenário, a Câmara Municipal aprovou na sessão desta terça-feira 14.06 o requerimento da vereadora Ellis Regina (Podemos) que inclui na Ordem do Dia a votação do retorno das sessões presenciais do legislativo municipal. Pela proposta, as sessões retornam para o horário normal antes da pandemia, das 15h às 18h, às segundas e terças-feiras.


Apesar da aprovação do requerimento, a proposta só vai ser votada na próxima semana, a pedido do presidente da Casa, Edwilson Negreiros, que está viajando acompanhando o tratamento de saúde do seu pai, em São Paulo. Além de Edwilson, estava ausente da sessão o secretário-geral da Casa, vereador Marcelo Reis. Parte da sessão foi presidida pelo membro da Mesa, Aleks Palitot.
Os sete vereadores contrários pediram o adiamento da votação do requerimento alegando ´respeito à hierarquia´, reportando-se à ausência do presidente e do secretário-geral na sessão. A vereadora reagiu à polêmica que estava se formando e se manifestou: “Ninguém aqui está passando por cima de ninguém, até porque a proposta vem sendo discutida na Casa há pelo menos cinco sessões”, disse.
Ellis declarou ainda que a maioria dos órgãos públicos na capital já voltaram ao trabalho presencial e que é necessário o retorno à normalidade dos trabalhos. “O povo quer ver a nossa cara, quer ver quem são os vereadores”, disse Ellis ao manter o pedido de votação do requerimento. Após a aprovação, ela concordou em retirá-lo de pauta e incluí-lo na Ordem do Dia da próxima sessão.
No início de seu discurso, Ellis falou sobre a eleição do IPAM, que elegeu 5 diretores do Sindeprof, sindicato da qual ela é licenciada da Presidência para a disputa do cargo de deputada federal. “Conseguimos eleger cinco dos sete cargos em disputa, e um suplente. Isso demonstra a força que o servidor acredita no nosso trabalho, o que só aumenta nossa responsabilidade na defesa da categoria”, ressaltou.

Fonte: Assessoria


Compartilhe agora