Bancada federal rondoniense não se posiciona sobre a prisão em flagrante do deputado bolsonarista

Compartilhe agora

Nenhum dos oitos deputados federais do Estado de Rondônia se manifestou sobre a prisão em flagrante do deputado federal Daniel Silveira (PSL/RJ).

O parlamentar foi detido na terça-feira (16) devido a ataques ao STF e ao Congresso, além de defender o AI-5, decisão mais rígida contra as liberdades individuais na ditadura militar.

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) sustentou nesta quarta que a prisão em flagrante do parlamentar é legal e necessária, pois as manifestações do acusado tinham o intuito de “corroer” o sistema democrático de direito e suas instituições, abalando o regime jurídico democrático.

O autor da prisão de Daniel Silveira, ministro Alexandre de Moraes, teve seu voto pela manutenção da prisão acompanhando por Nunes Marques, Edson Fachin, Luis Roberto Barroso, Rosa Weber, Dias Toffoli, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello e o presidente da Casa, ministro Luiz Fux.

Dos 513 deputados que compõem a Câmara Federal, 8 foram eleitos por Rondônia que agora julgarão a manutenção da prisão ou não do seu colega de parlamento.

São eles que terão o poder de defender o Estado Democrático de Direito dos atentados daquele que defende a volta da ditadura.

Léo Moraes (PODE), Expedito Neto (PSD), Mariana Carvalho (PSDB), Lúcio Mosquine (MDB), Jaqueline Cassol (PP), Silvia Cristina (PDT), Mauro Nazif (PSB) e Coronel Crisóstomo (PSL) compoem a Bancada Federal de Rondônia eleita nas eleições de 2018.

O povo de Rondônia quer saber? A bancada federal rondoniense vai ser favorável ou contrária a decisão do pleno do STF?

Fonte: Brasil364


Compartilhe agora