Home / Brasil / AO LADO DE BOLSONARO – Governador Marcos Rocha deve vetar Projeto de Lei que será arma do cidadão rondoniense contra abusos da Energisa
Últimas Notícias

AO LADO DE BOLSONARO – Governador Marcos Rocha deve vetar Projeto de Lei que será arma do cidadão rondoniense contra abusos da Energisa

Compartilhe agora

Tomando a parte do cidadão rondoniense na batalha iniciada desde o começo desse ano contra ações consideradas abusivas por parte da empresa Energisa desde que tomou o controle do fornecimento de energia no Estado, a Assembleia Legislativa de Rondônia vem tendo como um dos principais empecilhos para legislar a favor da comunidade, o próprio chefe do Poder Executivo, Marcos Rocha (PSL).

O fato é que Rocha indicou que não irá bater de frente com a diretiva do presidente Jair Bolsonaro sobre essa situação, que é a de não interferir nas ações de livre mercado e aceitar as decisões da ANEEL, já que se trata de um órgão autônomo.

A ANEEL é a responsável por legitimar os altos preços cobrados pela Energisa e outras ações abusivas como as visitas surpresas de inspeção nos medidores.

Ao lado do rondoniense ou de Bolsonaro?

A principal arma do cidadão rondoniense é o Projeto de Lei 231/2019 aprovado na ALE/RO, que proibiu o corte sem devida notificação com 15 dias de antecedência, veda a punição ao consumidor, caso este não pague a conta gerada, mas tenha quitado as próximas faturas se não houve haja notificação do débito anterior em até 90 dias, além de impedir o corte em estabelecimentos de saúde, instituições educacionais e de internação coletiva de pessoas e usuário residencial de baixa renda beneficiário de subsídio.

Coronel Marcos Rocha era um militar desconhecido na política rondoniense e foi eleito nas eleições de 2018 em Rondônia, devido à onda Bolsonaro que se alastrou nas terras de Rondon

Esse projeto foi votado e aprovado em duas sessões da ALE/RO e está nas mãos de Marcos Rocha, que de acordo com informações coletadas pela reportagem, não irá sancionar a Lei, o que pode ser um duro golpe em sua popularidade, que já vem sendo abalada pelo seu fraco desempenho chegando ao fim do seu primeiro ano de mandato.

Nessa última semana o presidente Jair Bolsonaro se manifestou em sua página do Facebook que em relação à ANEEL não pode fazer muita coisa, já que é um órgão independente. O Ministro das Minas e Energia, Almirante de Esquadra Bento Albuquerque, também afirmou que não há muita coisa a ser feita, e durante sua última visita ao estado de Rondônia sequer comentou sobre o caso.

Decepção

A realidade é que o veto de Marcos Rocha a esse Projeto de Lei de tamanho valor para o povo de Rondônia será um duro golpe para grande parte de seus apoiadores, que também pagam altos valores e sofrem com a falta de respeito em razão de determinações desumanas por parte da ANEEL e por conta da omissão do governo Jair Bolsonaro em relação ao caso.

Os deputados podem derrubar um possível veto de Marcos Rocha, o que colocará o governador de Rondônia ao lado oposto da vontade de seus governados.

Fonte: Brasil364/SamuelCosta


Compartilhe agora

Notícias Relacionadas

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*