Home / Brasil / Antes de morrer, Paulo Henrique Amorim denunciou compra de deputados na reforma da previdência
Últimas Notícias

Antes de morrer, Paulo Henrique Amorim denunciou compra de deputados na reforma da previdência

Compartilhe agora

Um dos últimos post do jornalista Paulo Henrique Amorim, em seu blog Conversa Afiada, reverbera a notícia segunda qual o governo Jair Bolsonaro (PSL) estaria comprando votos de deputados para aprovar a reforma da previdência.


“Governo (sic) paga R$ 1 bi para aprovar a Previdênssia”, cravou PHA, como era conhecido o jornalista morto hoje pela manhã aos 77 anos. “Toma lá é um colosso, Míriam”, escreveu no subtítulo, referindo-se ironicamente à jornalista da Globo Miriam Leitão.

A denúncia do Conversa Afiada também destaca que o governo “empenhou” R$ 2,6 bilhões só nos seis primeiros dias úteis de julho.

A matéria publicada revela que às vésperas do início da discussão da reforma da Previdência no plenário da Câmara, nesta terça (9), o governo Jair Bolsonaro liberou quase R$ 1 bilhão em emendas parlamentares vinculadas à área de saúde. Ou seja, abriu um balcão de negócios no Congresso.

O plenário da Câmara pretende retomar a votação da reforma da previdência a partir das 10h30 desta quarta-feira (10). O objetivo do governo é descapitalizar os trabalhadores para capitalizar em R$ 1 trilhão os bancos privados. Será o maior confisco da história recente da humanidade.

Fonte: EsmaelMorais


Compartilhe agora

Notícias Relacionadas

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*