Home / Brasil / Abandonar animais em vias públicas não é uma construção ética de ser humano, afirma Adriano Tavares
Últimas Notícias

Abandonar animais em vias públicas não é uma construção ética de ser humano, afirma Adriano Tavares

Compartilhe agora

É uma falta de respeito com a sociedade, com a natureza e com os animais. Abandonar animais em vias públicas, tanto vivo como morto, não é uma construção ética de ser humano.


Todos os dias tráfego pela avenida Farquar, Zona Norte de Porto Velho- RO. Há algum tempo, venho notando que o número de lixos, e animais abandonados vem subindo disparadamente, em uma avenida que demorou anos para ser construída. A avenida Farquar, é a principal via que liga o centro da cidade ao bairro nacional, e os alguns moradores “infelizes”, estão depositando lixo na parte da avenida que liga o bairro Nacional ao bairro Milagres, destruindo a natureza e poluindo o meio ambiente radicalmente. Sem contar que demorou anos, para que avenida fosse aberta para o tráfego de pessoas e automóveis devido as enchentes do rio madeira.

Devemos ter consciência como seres humanos, de não jogarmos lixo nas ruas. Acredito que as escolas vêm trabalhando isso há anos, com seus alunados. Preservar o meio ambiente, reciclar, não fazer queimadas é um dever de todos nós que somos humanos. Nesta segunda-feira, dia 05 de agosto de 2019, estava passando pela avenida que hoje, se encontra toda iluminada com condições boas para passeio noturno, e deparei-me com alguns miados de gatos, gatinhos recém-nascidos, foi quando parei, e comecei a procurar pelos amimais abandonados. E não demorou muito para eu encontrar os animais junto com a mãe, e ao lado havia uma caixa com um tapete dentro, acredito que era para servir de conforto para os bichinhos. Poxa, eu fiquei muito triste ao ver aquela situação, tentei me aproximar do animal, mas, a gata mãe dos filhotes, estava muito brava e não queria muito contato comigo. Foi aí, nesse momento, que tive a ideia de ligar para uma amiga minha que cursa fonoaudiologia e que ama animais, minha amiga Pâmela Silva. Pra quem me conhece, sabe que não sou ativista e nem defensor de animais, mas, eu não torço contra quem é ou quem apoia, mas acho inadmissível abandonar animais em vias públicas, ou em qualquer lugar que seja, ainda mais na situação que se encontra a gata com seus filhotinhos, ABANDONADOS!

No dia seguinte, procurei minha amiga Carol dos Anjos, que reside próximo ao local onde o animal encontra-se abandonado e pedi ração e água para levar. Pensei ela deve estar com fome, e foi dito e certo. A bichinha até saiu pra comer, mas não deixou-me se aproximar de seus filhotes.
Poxa, é uma situação de melancolia passar pela avenida Farquar, e ver alguns ignorantes de almas sujas e pobres de espírito, jogando lixo, bandeirinhas de festas juninas, palhas secas, moveis e até mesmo, animais mortos a céu aberto. O mal cheiro é insuportável, emana-se para todo lado, e eu que ando muito a pé chego a não suportar o mal cheiro. As pessoas estão fazendo de Porto Velho, um esgoto a céu aberto desrespeitando a natureza, os pedestres, os trabalhadores e os animais. Como sociedade só cobramos dos parlamentares: o prefeito não faz nada! O prefeito sumiu! Os políticos são corruptos! Ninguém liga pro povo! Estamos abandonados! Queremos uma sociedade mais justa! Como? Aí eu te pergunto: como? Acho que devemos começar a trabalhar nossa axiologia, nossa ética e nossa moral dentro de nós mesmo, despertando o que há de melhor dentro de si. O que há de melhor em como se tornarmos bons seres humanos.

Devemos preservar o meio ambiente. Não devemos destruir a natureza, onde somos parte dela. A natureza é, sem dúvidas, as pegadas de DEUS. O rastro do divino, que nos liga, e que nos mantém conectado com toda sua essência. Antes de cobrar dos políticos, veja seus valores como ser humano. Nem tudo é resolvido com os parlamentes. Devemos aprender a ter consciência de preservar o meio ambiente e não descartar animais mortos em vias públicas, pôr em prática aquilo de chamamos de caráter. Pela atenção, obrigado!

Adriano Tavares é professor, pedagogo, psicopedagogo e filósofo. Escreve semanalmente para os sites Brasil364 e Amazoniaquinews.


Compartilhe agora

Notícias Relacionadas

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*