A MENTIRA DA VACINA – Hildon Chaves dá falsa esperança à população de Porto Velho ao anunciar compra que ainda não aconteceu

Compartilhe agora

364 – A não chegada das 400 mil doses de vacinas contra a COVID-19, garantidas para esse mês de abril pelo prefeito Hildon Chaves (PSDB), chamou a atenção para o que pode ter sido a maior mentira contada por um político desde o início da pandemia.

No último dia 12 de março, o prefeito anunciou em coletiva de imprensa a compra das doses e deu o prazo de chegada para meados de abril. Porém, até o momento não existe sequer o fechamento da compra e o prazo para entrega, que vai de 30 a 45 dias, e de acordo com Carta de Intenção de Compra não chegou a ser estipulado.

Para piorar a situação de Chaves perante a opinião pública, o laboratório responsável pela vacina anunciada por Chaves emitiu nota pública à imprensa onde garantiu que não está e nunca esteve vendendo doses de vacinas para os governadores estaduais ou municipais.

“No momento, todas as doses da vacina estão disponíveis por meio de acordos firmados com governos e organizações multilaterais ao redor do mundo, incluindo da Covax Facility, não sendo possível disponibilizar vacinas para o mercado privado ou para governos municipais e estaduais no Brasil”, afirma a AstraZeneca em nota.

Acuado com o fim do prazo dado por ele mesmo, Hildon Chaves foi até a Câmara Municipal nesta terça-feira (13) para esclarecer esse imbróglio. Diferente do que ele havia contado no dia do anúncio da suposta compra, ele afirmou que o que tinha apresentado à população nesse dia não era contrato de compra, mas, sim, uma simples Carta de Intenção.

Chaves ainda afirmou que não está negociando com a AstraZeneca e, sim, com um grupo de investimento que possui doses armazenadas.

O fato é que Chaves falseia a verdade ao alardear a compra que sequer existe e, ainda, trata com desumanidade sua população quando falsamente garantiu uma data estipulada para a chegada da vacina.

Com uma população desesperada vendo as mortes diárias não retrocederem, Chaves dar falsa esperança ao seu povo em uma atitude irresponsável e egoísta de sua parte.

Fonte: Brasil364


Compartilhe agora